Primeira Página

Edições Publicadas


Expediente
Nota aos colaboradores
Índice dos volumes
 
  BUSCA na Revista
consulta avançada
 
  Créditos
  Editora PUC-Rio
  Entre em contato

 Powered by Publique!
Revista Comunicação, Cultura e Política

ISSN 1518-8728 (Impresso)

ISSN 2175-7402 (On-line)

PUC-Rio
Voltar
Alceu 19

O cinema e o amor: romantismo de consumo e intimidade reflexiva
Por: Francisco Rüdiger


Resumo
Desde suas origens, o amor se firmou como elemento essencial das fórmulas melodramáticas que ajudaram a formatar a atividade cinematográfica para o grande público. Identificando seus momentos de emergência e impasse, o artigo examina exemplos de dois ciclos nesta trajetória. Um homem e uma mulher e 9 e ½ semanas de amor ilustram o primeiro: o da subsunção do romantismo à estética da mercadoria. Sexo, mentiras e videoteipe e Closer, o segundo: o da mediação e análise do intimismo desde um ponto de vista terapêutico.

Palavras-chave
Romantismo: cinema; Intimismo: cinema; Cinema: reflexividade.

Abstract
Love and the film: consumer romanticism and intimate reflexivity
Since their origins, love has become an essential factor among the melodramatic formulas
that helped to define the cinematographic activity in its mainstream. Considering its moments of emergency and impasse, this article examines some examples of two phases in this trajectory. Um homem e uma mulher and 9 e ½ semanas de amor figure the first one, in which romanticism is subsumed to the commodity aesthetics. Sexo, mentiras e videoteipe and Closer figure the second, in which therapeutic rationality is called up to mediate or even to analyze intimate relationships.

Keywords
Romanticism: film; Therapy: film; Film: reflexivity.


O cinema e o amor: romantismo de consumo e intimidade reflexiva



Caso não tenha instalado em seu navegador o plugin do "Acrobat Reader", necessário à visualização de arquivos de formato .PDF, faça o download gratuíto. Faça o download clicando aqui!

Versão para impressão:

:: Outras matérias ::
anterior < O lance do Rolex
próxima > J.: a escolha pela opacidade e as condições restritivas

^ Topo

» Primeira Página » Expediente  » Nota aos colaboradores  » Índice dos volumes   » Entre em contato

Powered by Publique!