Primeira Página

Edições Publicadas


Expediente
Nota aos colaboradores
Índice dos volumes
 
  BUSCA na Revista
consulta avançada
 
  Créditos
  Editora PUC-Rio
  Entre em contato

 Powered by Publique!
Revista Comunicação, Cultura e Política

ISSN 1518-8728 (Impresso)

ISSN 2175-7402 (On-line)

PUC-Rio
Voltar
Alceu 3

A mulher, o corpo e o silêncio: a identidade feminina nos anúncios publicitários
Por: Everardo Rocha


Resumo
O objetivo deste artigo é debater algumas idéias sobre as relações entre identidade social e comunicação de massa. Mais especificamente, estudar a representação da identidade feminina nos anúncios publicitários. Para tanto será realizada uma discussão da noção de papel social como uma categoria experimentada na tensão entre indivíduo e sociedade e que universaliza o individualismo moderno. Para ultrapassar a perspectiva centrada no indivíduo, pensamos as identidades sociais na tensão entre os eixos da classificação e do valor. Estes eixos permitirão a análise da construção publicitária da identidade feminina. Ali a mulher aparece como corpo que pode ser fragmentado conforme a necessidade do produto. O discurso da mulher, portanto, não é proferido a partir de si mesma, do seu interior, como supõe a moderna noção de indivíduo, mas sim através do produto que assume o lugar de instância capaz de fazer falar este corpo.

Palavras-chave
Antropologia do consumo, teoria da comunicação, cultura e consumo


Abstract
This article intends to discuss ideas on the relationships that exist between social identity and mass communications. More specifically, it intends to study the representation of the female identity in advertisement. A discussion will be made of the notion of the social role as a category that is experienced in the tension between the individual and society. In order to go beyond a perspective centered exclusively on the Western view of the individual, social identities are thought here in terms of the tension between a classificatory axis and a value axis. Both will allow an analysis of the advertising construction of the female identity in which women appear as a body subject to fragmentation as necessitated by the product. Under this perspective the female speech will not be arising out of the woman herself - from her inner self -, as is supposed by the modern notion of the individual, but in fact through the product that is turned into an entity capable of making her body speak.

Key-words
Anthropology of consumption, theory of communication, culture and consumption



A mulher, o corpo e o silêncio:
a identidade feminina nos anúncios publicitários





Caso não tenha instalado em seu navegador o plugin do "Acrobat Reader", necessário à visualização de arquivos de formato .PDF, faça o download gratuíto. Faça o download clicando aqui!

Versão para impressão:

:: Outras matérias ::
anterior < Entrevista: Edgar Morin, o arquiteto do pensamento
próxima > A bolha ideológica e o destino do jornalismo

^ Topo

» Primeira Página » Expediente  » Nota aos colaboradores  » Índice dos volumes   » Entre em contato

Powered by Publique!