Primeira Página

Edições Publicadas


Expediente
Nota aos colaboradores
Índice dos volumes
 
  BUSCA na Revista
consulta avançada
 
  Créditos
  Editora PUC-Rio
  Entre em contato

 Powered by Publique!
Revista Comunicação, Cultura e Política

ISSN 1518-8728 (Impresso)

ISSN 2175-7402 (On-line)

PUC-Rio
Voltar
Alceu 30

A morte de Eduardo Campos e a narrativa do espetáculo político midiático: do jornalismo à propaganda eleitoral
Por: Carla Montuori Fernandes e Genira Chagas

Resumo
Com o avanço das tecnologias de comunicação, a transformação de acontecimentos públicos em espetáculo político-midiático passou a ocupar um lugar privilegiado nas sociedades contemporâneas. As grandes tragédias, sobretudo quando vinculadas a chefes de Estado, líderes e personalidades públicas de destaque, causam significativa comoção popular e são cooptadas pelas agendas das mídias, que investem na difusão de novos espetáculos. Para isso, por vezes, amplifica o capital individual e/ou político dos envolvidos. Nesse sentido, o presente artigo tem por objetivo analisar o espetáculo político-midiático construído em torno da morte do então candidato à presidência do Brasil pelo Partido Socialista Brasileiro, Eduardo Campos, com o intuito de verificar se o legado da tragédia foi absorvido pelo Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral da candidata Marina Silva, do mesmo partido, indicada por este como substituta de Campos na disputa presidencial de 2014.

Palavras-chave
Mídia. Produção Midiática. Eleições. Narrativa jornalística.

Abstract
The death of Eduardo Campos and the narrative of political media show: from journalism to political propaganda
As communication technologies evolve, transformation of public happenings in political media show starts to occupy a privileged place in contemporary society. Great tragedies, especially when linked to State chiefs, leaders and prominent public personalities cause significant popular commotion and are included in media’s agenda, which invest in broadcasting new shows. For this, sometimes amplifies individual and/or political capital of the people involved. Accordingly, the present article`s objective is analyze the political medial show built around the death of Eduardo Campos, who was running for presidency of Brasil at the time, competing for political party “Partido Socialista Brasileiro”; with the purpose of identifying if the tragedy`s legacy was absorbed by political propaganda of candidate Marina Silva, indicated by Campos` party to replace him at the presidential campaign of 2014.

Keywords
Media. Media Production. Elections. Journalistic Story.


A morte de Eduardo Campos e a narrativa do espetáculo político midiático: do jornalismo à propaganda eleitoral




Caso não tenha instalado em seu navegador o plugin do "Acrobat Reader", necessário à visualização de arquivos de formato .PDF, faça o download gratuíto. Faça o download clicando aqui!

Versão para impressão:

:: Outras matérias ::
anterior < Configuração do mito na construção do discurso jornalístico
próxima > Esfera pública em rede: considerações sobre as redes sociais a partir de Habermas

^ Topo

» Primeira Página » Expediente  » Nota aos colaboradores  » Índice dos volumes   » Entre em contato

Powered by Publique!