Bens e sensibilidades:

consumo, ritual e classificação publicitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v17.ed34.2017.129

Palavras-chave:

Publicidade, Consumo, Classificação, Lévi-Strauss

Resumo

Este trabalho discute a narrativa publicitária como um importante operador classificatório da cultura moderno-contemporânea. O exercício da classificação é percebido como uma prática central na definição da organização de diversas sociedades. A vocação classificatória da publicidade vai promover vínculos de sentidos entre sujeitos e bens de consumo, forjando identidades desarticuladas da tradição e estabelecendo novos parâmetros para o trânsito social. As mensagens midiáticas ratificam os anúncios e fazem do consumo um fenômeno que, além de definir os significados dos bens, elabora nossas identidades sociais e experiências sensíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Everardo Pereira Guimarães Rocha, PUC-Rio

Everardo Rocha é Professor Titular da PUC-Rio, atuando no Departamento de Comunicação Social e no Programa de Pós-graduação em Comunicação. Coordenador de Pesquisa do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Bolsista do Programa Cientista do Nosso Estado da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro. Coordenador do "Laboratório de Antropologia do Consumo: Comunicação, Tempo Presente e História Cultural (LAC)" do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio. Doutor em Antropologia Social pelo Museu Nacional da UFRJ. Mestre em Comunicação pela Escola de Comunicação da UFRJ. Mestre em Antropologia Social pelo Museu Nacional da UFRJ. Graduado em Comunicação Social pela PUC-Rio. Publicou mais de 20 livros e dezenas de capítulos de livros, artigos em periódicos especializados e trabalhos em anais de eventos. Possui mais de 100 itens de produção técnica. Orientou 47 Dissertações de Mestrado,11 Teses de Doutorado, 21 monografias de cursos de Especialização, além de diversos trabalhos de iniciação científica e mais de duas centenas de Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação. Recebeu vários prêmios e/ou homenagens. Atua na área de Comunicação, com ênfase no estudo da Narrativa Publicitária e das relações entre Cultura e Consumo. É Professor Colaborador do Instituto de Administração e Gerência (IAG) da PUC-Rio. Em suas atividades profissionais interagiu com cerca de 60 colaboradores em coautoria de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Comunicação e Representação; Cultura de Massa e Representações Sociais; Comunicação e Práticas de Consumo; Narrativa Publicitária; História da Publicidade; Antropologia do Consumo; História Cultural do Consumo; Comunicação e Cultura; Cultura Brasileira; Teoria da Cultura; Etnocentrismo; Marketing.

Bruna Aucar, PUC-Rio

Professora do Departamento de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio, com tese indicada ao Prêmio Compós de Melhor Tese 2017, com trabalho sobre História da Publicidade no Brasil. Possui Mestrado em Comunicação Social (2012) e Graduação em jornalismo (2003) pela mesma instituição.

Publicado

2017-06-10

Edição

Seção

Artigos