De Caligari à Rainha Má

a influência do Expressionismo Alemão no filme Branca de Neve e os sete anões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v17.ed33.2016.155

Palavras-chave:

Cinema, Cinema de animação, Design, Disney, Expressão, Expressionismo Alemão

Resumo

Este artigo está inserido em um processo de pesquisa de doutorado As idades do Expressionismo – criação de estilo e atmosfera em filmes de animação, que tem sua origem no questionamento sobre as possíveis influências que o cinema de animação recebeu do movimento expressionista – mais particularmente de suas vertentes nas artes plásticas e no cinema. O cinema de animação teria, portanto, além das influências de meios como, por exemplo, os cartoons, os livros infantis e o próprio cinema live action, a influência específica do Expressionismo Alemão na constituição de sua linguagem. Dentre as várias possibilidades de análise, adotamos aqui uma abordagem histórica e formal, para identificar um dos principais elementos expressivos formais do Expressionismo Alemão – a iluminação em claro-escuro –, e, em seguida, verificar a ocorrência deste elemento expressivo formal no filme Branca de Neve e os sete anões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilton Gonçalves Gamba Junior, PUC-Rio

Coordenador do DHIS - Laboratório de Design de Histórias do Programa de Pós-graduação em Design do Departamento de Artes e Design da PUC-Rio. Possui graduação em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993), mestrado em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1999) e doutorado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é professor adjunto do Departamento de Artes e Design da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Artes, Design e Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: narrativa, mídia, pós-modernidade, tecnologias, artes performativas. 

Marcelus Gaio Silveira de Senna, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Professor adjunto na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui doutorado em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2018) e mestrado em Design também pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2013). Cursou especialização em Cinema de Animação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2009) e graduação em Cinema pela Universidade Estácio de Sá (2007).

Publicado

2016-12-10

Edição

Seção

Artigos