O mundo multiplataforma Kondzilla

Inovação no modelo de negócio audiovisual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v21.ed42.2020.186

Palavras-chave:

Audiovisual, Multiplataforma, Inovação, Negócio

Resumo

O ecossistema de produção audiovisual contemporânea atravessa modificações que reestruturam constantemente a relação entre a realização, a distribuição e o consumo de conteúdos. Ao estar inserido dentro de um ambiente da economia digital, os conteúdos audiovisuais possuem diversas possibilidades de gerar valor em modelos de negócios inovadores. Este artigo investiga, pelo viés da inovação, como a marca Kondzilla gerencia seu modelo de negócio para construir um mundo audiovisual multiplataforma e extrair dele valor para criação da série ficcional Sintonia (Netflix, 2019-).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Noel dos Santos Carvalho, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Professor do Departamento de Multimeios, Mídia e Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Multimeios - UNICAMP. Pesquisador Associado ao Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains (CRIMIC) - Univ. Paris-Sorbonne, IV. Graduado em Ciências Sociais (USP), mestre em Multimeios (UNICAMP) e doutor em Sociologia (USP). Fez Pós-doutorado em Artes - IA, UNICAMP. Investiga os temas: cinema e cultura brasileira; o negro e o cinema brasileiro; cinema e política; produção, inovação e mercado cinematográfico. 

Gustavo Padovani, UNICAMP

Graduado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009) em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo. Possui MBA em Gestão em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação de Imagem e Som na UFSCar na linha de pesquisa Narrativa Audiovisual. Doutorando em Multimeios no Instituto de Artes da UNICAMP. Membro do GEMInIS - Grupo de Estudos sobre Mídias Interativas em Imagem e Som, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som da UFSCar; e do OBITEL - Observatório Ibero-Americano de Ficção Televisiva.

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Artigos