And the winner is...

As premiações e o empreendedor do sucesso quantificado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed40.2020.52

Palavras-chave:

Comunicação, Subjetividade, Empreendedorismo, Sujeito neoliberal

Resumo

Neste artigo três pontos do contemporâneo são destacados. O primeiro destaque é dado ao sujeito neoliberal que se desdobra na valorização do empreendedorismo na cultura. O segundo ponto é a motivação para ser cada dia melhor e obter sucesso. Um terceiro ponto é a necessidade de transformar em números estimativas e resultados, quantificar o desempenho em todas as áreas. Estes três pontos de destaque são articulados nesse artigo a partir da constatação de que existem premiações que convocam as pessoas a aderirem ao modelo de subjetividade exaltado pela lógica “empreendedora”. Com base na literatura elencada para fundamentar esta discussão, são analisados dois prêmios concedidos aos empreendedores no Brasil: o Prêmio Empreendedor do Ano e o Prêmio Empreendedor de Sucesso. A análise destas premiações revelou que o empreendedor de sucesso exibe determinadas características e comportamentos individuais que são valorizados na cultura atual, tais como ser inovador, arriscar, superar desafios, entre outros aspectos. Tal sujeito empreendedor é também valorizado na gestão de uma empresa que faça diferença em termos de lucratividade, crescimento e manutenção do sistema capitalista atual em um cenário de incertezas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisela G S Castro, Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM-SP

Gisela G S Castro é doutora em Comunicação e Cultura (UFRJ), com pós doutorado em Sociologia no Goldsmiths College, University of London. Docente titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM, São Paulo, coordena o GRUSCCO - Grupo CNPq de Pesquisa em Subjetividade, Comunicação e Consumo e o GT Comunicação, Consumo e Subjetividade do COMUNICON (Congresso Internacional em Comunicação e Consumo).
Sua pesquisa atual versa sobre tema mídia, consumo, envelhecimento e longevidade, sendo que seus interesses recaem também sobre os modos de sociabilidade e a produção de subjetividades promovidas nas redes sociais online.

Publicado

2020-07-10

Edição

Seção

Artigos