De santa a padroeira

O imaginário popular da Padroeira do Brasil na biografia Aparecida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v22.ed46.2022.71

Palavras-chave:

Aparecida, Imaginário, Fenômeno religioso, Biografia

Resumo

Os livros pertencentes ao gênero biográfico não apenas buscam recontar a vida de um indivíduo, mas também reconstituem o contexto que nela está inserido. Dessa forma, o presente artigo busca analisar a biografia jornalística Aparecida (ALVAREZ, 2014) por meio da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2016). Paralelo, o trabalho explora explicações culturais nas vertentes teóricas de Adorno e Horkheimer (1995), Thompson (1999) e Canclini (1999), com apoio, ainda, da sociologia do imaginário defendida por Legros et al (2007). Por fim, percebe-se que a obra em análise reforça a manutenção de um imaginário social em relação à Virgem de Aparecida a partir de duas observações: Produto da fé e cultura de consumo; e Teologia mariana e discurso de unidade nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme de Paula Pires, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutorando em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Discente do curso de Especialização Profissional em Comunicação da Ciência - Amerek (UFMG).

Felipe Adam, PUC-RS

Doutorando em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos/PUC-RS).

José Carlos Fernandes, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Jornalista. Professor do Curso de Comunicação e do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPR, em Curitiba, Paraná, Brasil. Mestre e Doutor em Língua e Literatura pela Universidade Federal do Paraná.

Referências

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. A indústria cultural: O esclarecimento como mistificação das massas. In: ______. Dialética do esclarecimento: Fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1995.

ALVAREZ, Rodrigo. Aparecida: A biografia da santa que perdeu a cabeça, ficou negra, foi roubada, cobiçada pelos políticos e conquistou o Brasil. Rio de Janeiro: Globo, 2014.

______. Aparecida: A biografia da santa que perdeu a cabeça, ficou negra, foi roubada, cobiçada pelos políticos e conquistou o Brasil. Edição ampliada e ilustrada. Rio de Janeiro: Leya, 2017.

______. Milagres: Histórias reais sobre acontecimentos extraordinários atribuídos à intervenção de Nossa Senhora Aparecida. Rio de Janeiro: Globo, 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: ______. Magia e técnica, arte e política: Ensaios sobre literatura história da cultura. 7ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CAMPOS, Claudinei. MÉTODO DE ANÁLISE DE CONTEÚDO: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista brasileira de enfermagem, Brasília (DF), nº 57, set/out, 2004.

CANCLINI, Nestor Garcia. Consumidores e cidadãos: Conflitos multiculturais da globalização, Rio de Janeiro: UFRJ, 1999.

CHOAY, Françoise. A alegoria do patrimônio. São Paulo: Unesp, 2006.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever uma vida. 2ª edição. São Paulo: Edusp, 2015.

FONSECA, Virginia Pradelina da S.; VIEIRA, Karine Moura. A biografia como acontecimento jornalístico. Líbero. v. 14. São Paulo: FACASPER, 2011.

HUYSSEN, Andreas. Seduzidos pela memória: Arquitetura, monumentos, mídia. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2000.

LEGROS, Patrick et al. Sociologia do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2007.

MATTELART, Armand. Ideología, infomación y Estado militar. In: MATTELART, Armand;

SIEGELAUB, Seth. Comunicacion y lucha de clases. Vol. 1. Capitalismo. Imperialismo. Quito: Ediciones Ciespal, 2017, p. 700-736.

PATRIOTA, Karla. Um show destinado às massas: uma reflexão sobre o entretenimento religioso na esfera midiática. Revista TOMO (UFS), v.1, 2009. Disponível em: <http://www.seer.ufs.br/index.php/tomo/article/viewFile/503/419>. Acesso em 19 nov de 2021.

SALES, Lilian. As aparições de Nossa Senhora na Contemporaneidade: mensagens e peregrinações, 2009. 232 f. Tese (Doutorado em Ciência Social/Antropologia Social) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

SOUZA, Carolina de Moraes; MORAES, Francilaine Munhoz de. Memória no Santuário de Fátima: um estudo discursivo sobre a narrativa das aparições. Intexto, Porto Alegre, n. 45, p. 227-245, mai-ago, 2019. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/intexto/article/view/80228. Acesso em 24 nov. 2019.

THOMPSON, John. O conceito de cultura. In: ______. Ideologia e cultura moderna: Teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massas. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

Publicado

2022-05-18

Edição

Seção

Artigos