Cultura Digital

Sob reflexos (Eco) e fluxos (Flusser)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v21.ed42.2020.183

Palavras-chave:

Inovação Tecnológica, Contexto Cultural, Contemporaneidade

Resumo

A proposta deste artigo é clarificar questões que problematizem a noção preestabelecida de transformação comportamental humana, diante do contexto da cultura digital, com a compreensão de posicionamentos integrados e apocalípticos de Umberto Eco (1993), frente às inovações tecnológicas. Além de dar visibilidade à opacidade de alguns mitos pré-determinados da utilização dubitável do termo inteligente, enquanto atributo de perspicácia e intelecção, diante da análise crítica de Flusser (2008), sob o modo de compreensão de como sistemas programados por aparelhos tecnológicos são utilizados e como, a partir disso, a cultura é afetada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olira Saraiva Rodrigues, Universidade Estadual de Goiás - UEG

Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Mestra em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás). Doutora em Arte e Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Pós-doutora em Estudos Culturais pelo Programa Avançado de Cultura Contemporânea da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pós-doutora pelo Departamento de Ciências da Comunicação e da Informação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto - Portugal. Membro do corpo pesquisador do Programa Avançado de Cultura Contemporânea - PACC - UFRJ, linha de pesquisa: cultura e tecnologia. Profissionalmente, professora e pesquisadora da Universidade Estadual de Goiás (UEG), assessora pedagógica em tecnologias educacionais e revisora linguística.

Cleomar de Sousa Rocha, Universidade Federal de Goiás - UFG

Possui graduação em Letras pela Faculdade de Educação Ciências e Letras de Iporá (1991), mestrado em Arte e Tecnologia da Imagem pela Universidade de Brasília (1997), doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (2004), pós-doutorado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP (2009), pós-doutorado em Estudos Culturais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011), pós-doutorado em Poéticas Interdisciplinares pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2016). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Goiás, onde coordena o Media Lab / UFG, É pesquisador visitante na UFRJ, onde supervisiona pesquisas de pós-doutorado e na Universidad de Caldas, na Colômbia, com orientação de doutorado. Tem projetos financiados pela FINEP, MDIC, MCTI, CAPES, CNPq, MinC e FAPEG. É Secretário Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação em Aparecida de Goiânia, GO. Tem experiência nas áreas de Artes, Comunicação e Design, atuando principalmente nos seguintes temas: Arte Tecnológica, Design de Interfaces, Mídias Interativas, Cidades Inteligentes, Gestão Pública.

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Artigos