Mafalda.

Un universo infantil en medio de la masculinidad

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed40.2020.50

Palavras-chave:

Mafalda, Quadrinhos, Infância, Masculinidade, Feminilidade

Resumo

O presente artigo traça a jornada de Mafalda desde a sua primeira aparição, em 1964, até a última, em 1973. A análise situa a importância de Mafalda na literatura juvenil argentina desde suas origens até a época atual, insistindo em sua validade e em sua modernidade. Presta especial atenção à relação de gênero que Mafalda estabelece com os adultos (tanto homens quanto mulheres, mas com especial ênfase nas atitudes masculinas) e com crianças. Evoca também o papel de personagens criados por Quino frente a essa problemática, caracterizado pela presença de figuras típicas da sociedade argentina dos anos 1960 e 1970, por seus comportamentos e por suas formas de falar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Néstor Ponce, Université de Rennes 2: Rennes

Université Rennes 2/CELLAM (Centre d’Etudes de Langues et Littératures Anciennes et Modernes).

Publicado

2020-07-10

Edição

Seção

Artigos