Velocidade à brasileira

construção e desconstrução do ídolo automobilístico no documentário “O fabuloso Fittipaldi” (1973)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v24.ed52.2024.389

Palavras-chave:

ídolo automobilístico, RESENHA, Fittipaldi

Resumo

Trata-se de resenha avaliativa do documentário "O fabuloso Fittipaldi", dirigido em 1973 pelos cineastas Roberto Farias e Hector Babenco. Volve-se a um filme realizado há mais de meio século e sua motivação para análise assenta no fato de que se está diante de uma das primeiras películas a dar tratamento cinematográfico a um piloto de corridas e a um dos maiores ídolos automobilísticos nacionais, o paulistano de classe média, Emerson Fittipaldi. Dirigido durante o período ditatorial do início dos anos 1970, quando o futebol tricampeão mundial hegemonizava as atenções da sociedade e do imaginário brasileiros, este registro audiovisual é analisado como um bem cultural significativo para a construção da persona do ídolo esportivo e para o entendimento da idolatria em torno dessa modalidade de esporte profissional no país, cujo apelo passional é regido pelo fascínio em torno da máquina-carro, de sua respectiva velocidade motorizada e mesmo do risco de morte na pista. O objetivo é acompanhar a narrativa fílmica, de modo a examinar o modo como a personagem central é enquadrada e construída. Para tanto, nosso argumento central é o de que o filme, a contrapelo de um formato tradicional de edificação da figura do ídolo, oferece em igual proporção elementos menos previsíveis e mais interessantes de desconstrução do protagonista idolatrado. Assim, no momento em que Fittipaldi logra a conquista de seu primeiro título mundial na Fórmula 1 (1972) e alcança o topo do prestígio internacional na categoria, os documentaristas representam sua trajetória imersa em indecisões familiares, em hesitações pessoais e prenhe de questões desconstrutoras do senso-comum acerca do gênio predestinado ou da ilusão biográfica que reconstitui o percurso prévio e consabido de um campeão.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bernardo Borges Buarque de Hollanda, Fundação Getúlio Vargas - FGV/CPDOC

Professor da Escola de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas e pesquisador do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC-FGV).

Downloads

Publicado

2024-05-30

Como Citar

Borges Buarque de Hollanda, B. (2024). Velocidade à brasileira: construção e desconstrução do ídolo automobilístico no documentário “O fabuloso Fittipaldi” (1973). ALCEU, 24(52), 308–316. https://doi.org/10.46391/ALCEU.v24.ed52.2024.389

Edição

Seção

Resenha