O rádio informativo e a economia política da comunicação

Autores

  • Veridiana Pivetta de Mello Universidade de Santa Cruz do Sul

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v16.ed32.2016.163

Palavras-chave:

Rádio, Economia política da comunicação, Indústria cultural

Resumo

Para compreender a programação informativa no contexto do capitalismo global e o rádio como indústria cultural, tem-se como objetivo desse artigo descrever os pressupostos da economia política da comunicação, bem como a indústria cultural do rádio. A pesquisa visa mapear a formação do rádio até os dias mais atuais e mostrar os caminhos evolutivos do veículo na conjuntura do capitalismo globalizante e como ele se refletiu neste contexto de novas tecnologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Veridiana Pivetta de Mello, Universidade de Santa Cruz do Sul

Possui graduação em Comunicação Social Habilitação Em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria (1994), mestrado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e doutorado pela Pontifícia Universidade Católica RS (2014). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em radiojornalismo, atuando principalmente nos seguintes temas: rádio local, radiodifusão educativa, radiojornalismo, cobertura jornalística e comunicação comunitária e regional. Atuou por 20 anos como professora assistente da Universidade de Santa Cruz do Sul.

Downloads

Publicado

2016-06-10

Como Citar

Pivetta de Mello, V. (2016). O rádio informativo e a economia política da comunicação. ALCEU, 16(32), 59–74. https://doi.org/10.46391/ALCEU.v16.ed32.2016.163

Edição

Seção

Artigos