O movimento pela democratização da comunicação no Brasil: 1

Desafios e perspectivas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed39.2019.34

Palavras-chave:

Movimento social, Democratização da mídia, Espaço público

Resumo

O movimento social brasileiro enfrenta, na atualidade, dificuldades para obter avanços na agenda da democratização da comunicação. Além do poder exercido pelo empresariado da radiodifusão comercial, também é um entrave para o setor a ausência de ações do poder público. Com base em pesquisa bibliográfica, análise de documentos e entrevistas com representantes de entidades ligadas à democratização da mídia, este artigo analisa o panorama recente da área e seus
desafios. Conclui-se que a sociedade precisa de maior mobilização para interferir nas políticas de comunicação e ocasionar transformações no setor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Demarchi, UNESP

Doutor em Comunicação (2019) pela UNESP, campus de Bauru (SP), na linha de pesquisa Gestão e Políticas da Informação e da Comunicação. É vinculado ao grupo de pesquisa Estado e Governo. Possui mestrado em Comunicação (2010) e graduação em Comunicação Social - habilitação em Jornalismo (2007), ambos pela UNESP. Professor do Unisalesiano de Araçatuba (SP). Áreas de concentração de estudos e de pesquisa: Economia Política da Comunicação (EPC); Políticas de Comunicação; Democratização da Comunicação; Marco Regulatório da Comunicação; Políticas Públicas; Sociedade Civil e Participação Social; 1ª Confecom (Conferência Nacional de Comunicação).

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Demarchi, C. H., & Kerbauy, M. T. (2019). O movimento pela democratização da comunicação no Brasil: 1: Desafios e perspectivas. ALCEU, 19(39), 41–61. https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed39.2019.34

Edição

Seção

Artigos