Exílio, feminismo e racismo:

Políticas no cinema de Agnès Varda

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed39.2019.42

Palavras-chave:

Cinema, Política, Agnès Varda

Resumo

A proposta do artigo é mobilizar categorias historicamente importantes na luta por transformações políticas – como o feminismo, o racismo e o exílio – e analisar de que forma aparecem nos filmes de Agnès Varda. Para pensar na configuração de um cinema político de Varda não levaremos em conta o caráter panfletário ou militante no entendimento da política, mas aproximaremos a prática cinematográfica à prática filosófica de Hannah Arendt, que procurou esclarecer o que entendia por política não só por uma discussão conceitual, mas também pela narração de histórias de vidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Furtado Mendes Machado, PUC-Rio

Doutora em Comunicação / ECO-UFRJ.
Professora do Departamento de Comunicação da PUC-Rio.

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Furtado Mendes Machado, P. . (2019). Exílio, feminismo e racismo:: Políticas no cinema de Agnès Varda. ALCEU, 19(39), 171–186. https://doi.org/10.46391/ALCEU.v20.ed39.2019.42

Edição

Seção

Dossiê Agnès Varda