A enunciação melancólica em No intenso agora:

Neutralização das potências insurgentes em imagens da história

Autores

  • Mariana Duccini Junqueira da Silva Unicamp - pós-doutorado

DOI:

https://doi.org/10.46391/ALCEU.v19.ed38.2019.9

Palavras-chave:

Documentário brasileiro contemporâneo, No intenso agora, Arquivo, Compilação, Melancolia, Anacronismo

Resumo

Em um exercício de compilação que reúne imagens de caráter familiar e de caráter público na tessitura de um novo enunciado fílmico, o documentário No intenso agora (João Moreira Salles, 2017) alcança um tom de melancolia que impregna os materiais de arquivo, esvaziando-os de sua possibilidade de reconfiguração das narrativas históricas que reverberam as versões dos vitoriosos. Esse sentido de melancolia sobrepõe ao caráter polissêmico próprio aos acontecimentos a univocidade de um eu autorreferente, o que oblitera a emergência de novas relações entre a experiência coletiva e a ideia de passado

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Duccini Junqueira da Silva, Unicamp - pós-doutorado

Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (2013). Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (2007). Graduada em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002). Atualmente, desenvolve estágio pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Multimeios da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com bolsa Capes (PNPD-CAPES). Pesquisadora-membro de Genecine - Grupo de Estudos sobre Gêneros Cinematográficos e Audiovisuais (Unicamp); História, Comunicação e Consumo (ESPM); e MidiAto - Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas (ECA-USP) . Foi ministrante da disciplina Comunicação Empresarial: Redação e Estilo, no Insper Instituto de Ensino e Pesquisa (São Paulo), entre 2010 e 2016, para os cursos de graduação em Administração de Empresas e Economia. Foi professora na Faculdade de Tecnologia Saint Paul (São Paulo), entre 2012 e 2013, na graduação tecnológica em Finanças. Na pós-graduação em Estudos da Linguagem da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), ministrou a disciplina Discurso Jornalístico, entre 2008 e 2010. Atuou como professora nos cursos de Redação e Estilo, Redação e Estilo para Jornais e Revistas e Redação Empresarial do Comunique-se Educação Corporativa (São Paulo), entre 2005 e 2011. Foi professora da disciplina de Literatura no Núcleo Educacional 5 de Agosto - Colégio COC-Raízes (Mogi das Cruzes, SP), entre 2007 e 2009; e da disciplina Redação, no Colégio Objetivo-São Francisco (Guararema, SP), entre 2005 e 2006. Tem experiência nas áreas de Comunicação, Cinema, Audiovisual e Jornalismo.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Como Citar

Duccini Junqueira da Silva, M. (2019). A enunciação melancólica em No intenso agora:: Neutralização das potências insurgentes em imagens da história. ALCEU, 19(38), 17–32. https://doi.org/10.46391/ALCEU.v19.ed38.2019.9

Edição

Seção

Artigos